Renata Santos diz que já foi cantada por mulheres no carnaval

Ao contrário de hoje, Renata Santos curtia a folia coberta da cabeça aos pés
Ao contrário de hoje, Renata Santos curtia a folia coberta da cabeça aos pés Foto: Marcelo Theobald
Camila Elias - Expresso

Rainha de bateria da Mangueira, Renata Santos tem muita história para contar de outros carnavais. Pelas ruas de Santa Cruz, onde nasceu e foi criada, ela curtia a folia de uma forma bem diferente do que faz atualmente: coberta da cabeça aos pés. E aí até as mulheres davam em cima da gata.
— Furava o olho numa fronha, colocava na cabeça, vestia um blusão, calça jeans e saía de Pai João, em Santa Cruz. Também já me fantasiei de macaco. Toda coberta, muitas mulheres me davam mole — lembra.
Na hora de paquerar, a musa fazia o mesmo do que as mulheres que lhe cantavam e mirava nos rapazes mascarados.
— Gostava também daquele ar de mistério e suspense dos homens mascarados. Esse ano vou pedir para o meu marido se vestir de Zorro — revela Renata, aos risos.


Comentários